quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Lince - Conversor para a nova ortografia

Foi ontem lançado pela Ministra da Cultura o Lince - conversor para a nova ortografia, produzido por uma equipa do Instituto de Linguística Teórica e Computacional, sob a orientação da Prof. Doutora Margarita Correia. É uma ferramenta gratuita que permite converter documentos inteiros à velocidade da luz, transformando o português de antes no português de amanhã.

Está disponível no Portal da Língua Portuguesa, em:
http://www.portaldalinguaportuguesa.org/index.php?action=lince

Instalei e testei... goste-se ou não da ideia do Acordo Ortográfico, esta ferramenta (que aceita variados formatos) é - indiscutivelmente - útil...

Segue o mini texto que usei para mini teste... já convertido... não se portou mal...



Este texto é destinado a testar a ferramenta “Lince”. O conteúdo não interessa nada, desde que inclua termos como “facto” ou “espetáculo”, uma vez que o meu objetivo é, apenas, tentar dar a volta à coisa… não sei se vou ficar dececionado (esta é para ver se o apanho distraído…). Espero poder dizer: “como veem até funciona…” mas – confesso – estou razoavelmente cético quanto ao desempenho…

3 comentários:

Marial disse...

Mais um excelente e oportuno post do Tulius (na minha humilde opinião, claro!...)

Mesmo sendo um mini teste, gostei do conteúdo do mini texto!!! :-)

E não tendo ficado decePcionada com o desempenho do dito “Lince” (eles não estavam em vias de extinção?!... será que foi esse mesmo motivo que deu o nome ao conversor?... uma vez que a nossa Língua vai por igual caminho?!...), estou razoavelmente céPtica quanto à utilidade deste acordo… e às consequências daí resultantes!!!...

Hagarra disse...

Quero lá saber do acordo ortográfico! Essas bestas do ministério da Educação deviam era chegar a acordo com os professores para arrancar o ensino desta degradação que se vai vendo. E agora, ao fim destes anos todos, vou começar a dar erros ortográficos por que esta gente resolveu mudar a escrita? Ah, vão bugiar!

Óscar disse...

Aqui está um post bem oportuno. Já usava o Google tradutor, não imaginava ter que vir a usar outro (para usar na minha própria língua!!!).