segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Diva morta, diva posta


Morreu ontem, com 83 anos, a diva australiana Joan Sutherland. Ouvia-a muitas vezes cantar no gira-discos do meu pai que era um verdadeiro apaixonado por ópera. Lembro-me de ele salientar a sua genial técnica vocal, sobretudo em algumas das áreas da Traviata, e de me contar que ela mantinha uma feroz competição com a Callas e com a Renata Tebaldi, outros grandes nomes da época. Embora fosse dela grande admirador, mantinha que o timbre da Callas era único e inultrapassável.

Procurei encontrar algumas das suas interpretações no Tube mas acontece que são já gravações muito antigas e com pouca qualidade. Deixo, em alternativa, a celestial SUMI JO que, embora perca em potência vocal para as antigas divas (e essa era um pormenor que o meu pai nunca perdoava), é dona de um timbre, uma qualidade interpretativa e um falsete que, quanto a mim, a coloca entre a melhor das melhores.

3 comentários:

Labrosca disse...

Post importante e oportuno.
Duas grandes senhoras.
Uma, já era.
A outra, há-de ser.

Hagarra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Hagarra disse...

Gostava imenso que a minha senhora protestasse comigo desta forma... a cantar assim...