segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Fernanda na recta da meta, 96, Atlanta

Fernanda Ribeiro protagonizou a 2 de Agosto de 1996, em Atlanta, uma das mais emocionantes finais olímpicas. Ao entrar para a última volta das 25 que somam os 10 000 metros, apresentava 20 metros de atraso em relação à chinesa "voadora" Wang Junxia, que tinha surpreendido o mundo com o recorde mundial. Tudo parecia perdido, mas, nos últimos 200 metros, a portuguesa reagiu até à recta final. Fernanda fez uma "ultrapassagem perigosa" que deixou sem fôlego milhares de portugueses. Em Portugal eram duas e meia da manhã do dia 3.

Com o tempo realizado, 31.01,63 minutos, bateu o recorde Olímpico e o recorde Nacional, juntando esse feito àquele que é o maior currículo das fundistas nacionais. No final da prova, diria: "Tinha prometido que lutaria até cair para o lado, só me faltou acabar de gatas.
A partir do terceiro quilómetro comecei a sentir dores no tendão de Aquiles, cerrei os dentes, sofri, mas eu, pelo sonho de ser campeã olímpica, estava preparada para ir até... morrer! Só apanhei um pequeno susto quando vi a Wang, a chinesa do sangue de tartaruga, a isolar-se, a 400 metros do final.
Mas nessa altura achei que ainda não estava vencida... foi quando pensei na promessa de ir a Fátima a pé."

2 comentários:

Hagarraky disse...

É, a Nanda foi bestial. Só que em 96 já não aguentava tv até essa hora.

Labrosca disse...

Ir a Fátima a pé?