segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O meu pirralho é judeu ó quê?

Já que estou numa onda famílio-confessional, e como o pai mais babado, vou dar conta de um mail que o meu filho mais novo me enviou em Novembro e que teve a devida (e parentalmente ruinosa) resposta.
Sem nada me dizer, chega-me esta mensagem que transcrevo ipsis verbis. Aliás um dos meus grandes lamentos é que não tomo nota das inúmeras coisas com piada que dizem e sendo a minha memória o que é...
Mas aqui vai:
"Pai, quero ganhar dinheiro.Fazendo tarefas em casa.Tipo, varrer o chão,dar de comer á gata ,sei lá coisas desse tipo. Aguardo a tua resposta no meu GNAIL."
Corrigi-lhe a ortografia, fiz-lhe uma lista de tarefas com preço e desde então perdi mais de 40 aérios.
Tem os seus oito anos e rais me partam se o nome dele do meio não é Champalimão...

4 comentários:

Marial disse...

...eu diria que o "pirralho" é empreendedor(o termo da moda!)...
:-)

Óscar disse...

Bem-vindo de novo às lides bloguísticas!

Hagarra disse...

Olá meu menino trabalhador!

Convidamos-te a filiares-te no nosso STI Sindicato dos Trabalhadores Infantis. A exploração do patronato é uma realidade. As listas de tarefas desses capitalistas não são mais que os trabalhos forçados a que nos sujeitam, injustamente pagos com esmolas! E ainda se queixam, esses lacaios do capitalismo. Revolta-te contra este estado de coisas, recebe mas não trabalhes, faz greve, faz chantagem, não faças os deveres da escola se ele não te pagar! Luta meu filho! As crianças unidas jamais serão vencidas!

Toninho - 10 anos (presidente do sindicato STI)

F disse...

Pois tinha eu essa idade e recebia a semanada mediante a contribuição que dava para a casa em matéria de ajuda, arrumação, iniciativa nas tarefas, etc. Para além disso, se fosse a mais bem comportada dos irmãos ainda tinha direito a andar com um crachá que dizia "I was nice" que estava guardado num baú miniatura.
É assim mesmo!